Como fazer um Currículo? Com foto, sem foto, com ou sem pretensão salarial. Enaltecer suas virtudes e esconder suas dificuldades.

Florear aquele curso básico que você fez de informática. Bem, muitas pessoas têm muitas dúvidas sobre como fazer um curriculum vitae. Fazer currículo não é uma missão impossível. Aliás, ter um bom currículo a mãos – pode ser um currículo simples – é a chance de ter o emprego dos sonhos, um estágio e, porque não, a esperança de mudar de vida?

Fazer currículo por fazer não dá certo, faça o melhor!

É importante que você saiba que seu currículo é seu histórico profissional. Quanto mais bem feito, maiores são suas chances de se recolocar no mercado de trabalho que anda cada vez mais concorrido. Por isso, evite os excessos! Coloque apenas os cursos que realmente fez e as palestras que participou. Tudo muito objetivo e sem floreios. Saiba que, o que os recrutadores das grandes empresas procuram são bons profissionais, que tem como característica a objetividade. Currículos cheios de “perfumarias” geralmente são fracos em dados importantes.

Outra dica muito importante, e esta deve ser observada com muito rigor, é a escrita. Envie seu currículo para uma vaga somente após você ter lido e relido todas as informações. Currículo bom é currículo sem erros de português! Os especialistas também afirmam que currículos muito longos são descartados.

O ideal é que o documento tenha, no máximo, duas páginas. Se você tem muita experiência, terá que sintetizar algumas informações.

Curriculum Vitae bom tem que estar bem apresentado

A apresentação do seu currículo também deve ser neutra e discreta. Nada de colocar páginas excessivamente coloridas e fontes demasiadamente criativas. Prefira as grafias mais conhecidas. Para não ter erro, aposte na tradicional “Arial” ou “Times New Roman”, que são as letras mais usadas.

Você é organizado, comprometido e um líder nato? Nada de colocar isso no currículo, até porque estas características serão vistas e analisadas posteriormente, em uma entrevista pessoal. Elencar suas qualidades no currículo, jamais! Saem às qualidades entram os objetivos profissionais. Ocorre de muitas pessoas encontrarem pronto na internet algum tipo de curriculum vitae para preencher com seus dados mas nem sempre esta será a melhor opção.

 No currículo você pode (e deve) colocar estas informações, trata-se de deixar bem claro quais são suas intenções. Se você é professor, seu objetivo é colaborar para o aprendizado dos alunos; se é advogado, pode ter como objetivo defender os direitos dos seus clientes, e assim por diante. Este tópico ajuda muito o selecionador. Sim, você pode ter mais de um objetivo profissional.

Dicas para fazer um currículo excelente

Agora que você já sabe algumas informações sobre como ter um bom currículo, que tal aprender um pouco sobre as informações que devem ser colocadas neste documento? Existem vários modelos de currículos que você pode se espelhar, mas algumas dicas são valiosas na hora de preencher seu curriculum vitae.

Distribuir as informações em tópicos facilita bastante, principalmente para quem tem dificuldade de escrever. Siga a ordem: Dados pessoais, qualificações, formação, informática, idiomas, experiências profissionais e cursos complementares.

Dados pessoais

Começando pelo topo. Saiba que não é preciso começar a página escrevendo o termo “Curriculum Vitae” ou apenas “Currículo”. Isso já caiu em desuso. Você pode iniciar o documento já com o seu nome. O próximo passo é preencher os dados pessoais. Saiba que você não precisa listar todos os números de documentos. Neste campo, as informações que devem conter são: nome completo, endereço, telefones (fixo e celular atualizados), e-mail, data de nascimento e estado civil. Colocar a foto no currículo também não é necessário, a não ser que o contratante tenha solicitado. Geralmente, as vagas para modelos ou atrizes são as que exigem fotografia.

Experiências profissionais

O próximo passo é listar suas experiências profissionais. Se você tem muitas experiências, liste apenas as quatro últimas empresas. Uma dica valiosa é, caso suas experiências sejam em empresas desconhecidas, acrescente a informação, em uma linha, qual é o tipo de empresa e seu tamanho (pequeno, médio ou grande porte). Neste campo, coloque também o cargo que você ocupava nestas empresas, bem como quais usas principais atividades e responsabilidades. Se conseguir mensurar os resultados, também vale colocá-los.

Formação acadêmica

Sua formação acadêmica deve aparecer logo em seguida. As informações mais importantes são: o nome da instituição de ensino, se você ainda estiver cursando, coloque o período em que está. Se já se formou, coloque apenas “concluído”. Coloque também, o nome exato do curso. A ordem que você coloca suas formais é sempre do mais recente para o mais antigo. Assim, devem aparecer o doutorado, mestrado e só depois seu curso de graduação, se assim for. Se seus artigos escritos na faculdade podem lhe ajudar na vaga pretendida, crie um campo “Publicações e artigos disponíveis para consulta”.

Informações sobre a escola que você estudou no ensino fundamental e médio são totalmente dispensáveis. Estas informações devem aparecer apenas em duas situações: Se esta for a única formação que você tem, pois ainda não iniciou o curso de graduação ou se você tem um segundo grau técnico que tenha relação direta com a vaga pretendida.

Outros cursos

O currículo deve conter, ainda, informações como: cursos que você fez (coloque o nome do curso, a instituição que o ofereceu e o ano de início e conclusão) e as palestras que você tenha participado que colaboraram para seu crescimento profissional. Lembre-se de colocar apenas o que realmente for relevante para seu currículo. De nada adianta você colocar os cursos de culinária e bons modos que você fez se está concorrendo a uma vaga de engenheiro civil em uma grande empresa. Se você fez cursos complementares que se relacionam com a vaga em questão, coloque-os também. Eles são o último tópico do currículo.

No currículo, você também pode descrever as atividades voluntárias e acadêmicas que você realizou ou realiza. Todas elas são tidas como experiências. Estas informações são muito valiosas, principalmente para quem procura por uma primeira oportunidade de emprego.

Finalize seu currículo colocando a cidade, a data, o mês e o ano. Não precisa de assinatura!

Com o advento da tecnologia é cada vez mais usual que as pessoas mandem currículos por email. Não é errado, mas você pode fazer com que seu currículo seja visto em meio a tantos outros: A primeira dica é mandar o currículo anexado ao email. Isso demonstra profissionalismo. No campo “assunto” escreva algo bem direto e objetivo como “Apresentação de currículo”. Há algumas vagas que pedem para que você coloque a área de interesse ou posição neste campo, o faça se assim for solicitado pelo contratante. No corpo do email, se apresente brevemente, em duas linhas, no máximo.

WP Socializer Aakash Web