Cursos Relevantes para Destacar no Currículo

Veja quais cursos você deve priorizar em seu currículo e dar o devido destaque

Um dos maiores erros de um Currículo é deixar transparecer desespero em relação à vaga a qual o candidato pretende concorrer. Muitos deixam essa afobação aparecer durante a entrevista, mas há uma parcela que já demonstra a tensão no próprio currículo.

Isso acontece quando o entrevistador, ao analisar o currículo, percebe que se trata do perfil de um candidato em potencial, no entanto, percebe também que este mesmo candidato não sabe direcionar as informações para que deixem o currículo mais atrativo e coerente.
Geralmente, pode-se perceber esse desespero através do excesso de informações. E qual a parte do currículo que acaba denunciando essa tensão? É exatamente o tópico “Qualificações”, o espaço reservado para colocar os cursos que fornecem mais domínio sobre determinado software, idioma ou técnica necessária para tal função, que acaba sofrendo uma overdose de informações ou o desencontro das mesmas.

Por isso, antes de inserir um curso no seu currículo, você precisa fazer as perguntas abaixo e respondê-las de forma concreta e definitiva.

Pergunta 1 – Esse curso passará a mensagem de que estou qualificado para a vaga?

Muitas vezes, por falta de opções, acaba-se utilizando o espaço precioso do currículo com informações que não agregam nada ao perfil profissional. E o pior, são informações que não diferenciam seu perfil, enquanto candidato potencial, dos demais concorrentes.

E o resultado é a máxima tão famosa entre os entrevistadores: “Por que eu deveria contratar você e não seu concorrente?”. Se você não que passar por mais um igual aos demais, deve pensar com calma antes de escolher os cursos que vai colocar no currículo.

Além disso, você precisa estar atento a real importância do curso citado. Ele está, de alguma forma, relacionado à vaga que você quer? Caso você procure vagas para cargos administrativos e insiste em destacar no CV um curso de fotografia, consegue ver a discrepância das informações?

Os cursos que deverão ser inseridos nas Qualificações são como argumentos que comprovam que você é o candidato perfeito. Lembre-se disso.

Pergunta 2 – Eu domino o conteúdo ministrado nesse curso?

Você se orgulha do seu diploma de Excel avançado, mas, na prática, não sabe sequer formatar uma planilha. Mesmo assim, lá está no sue currículo a informação em destaque, como se dominasse essa ferramenta.

Esse seu certificado nada mais é do que uma ilusão para o selecionador. Na melhor das hipóteses você pode ser chamado para a entrevista. E, na pior das hipóteses, você pode ser equiparado com pessoas que, ao contrário do seu perfil, dominam muito bem essa ferramenta. Numa etapa mais prática, você pode sair de lá com fama de mentiroso.

Isso não é bom nenhum dos lados: você se engana com propostas que não irão para frente e o entrevistador perde tempo.

Pergunta 3 – Tenho o certificado desse curso?

Você sabe que para aquela área precisa de um curso de inglês, no mínimo com nível intermediário. Então, você simplesmente inventa as informações e coloca no seu currículo.

Como profissional, você deve ter clareza que se a empresa solicita tal grau de conhecimento para determinado idioma, provavelmente, esse conhecimento será de suma importância. Então, inventar certificados que não existem para ter uma chance é apenas desmerecer seu perfil e não demonstra inteligência.

Se você não domina o idioma, busque conhecê-lo Se, pelo contrário, o que falta no seu caso é apenas o papel, escolha ser franco e deixe claro no currículo que está à disposição para uma conversação. Essa atitude é mais positiva, além de demonstrar sua pró-atividade.

Pergunta 4 – É um curso atualizado?

Se aquele seu certificado de informática é de 2000 e nele constavam subtemas como “aprenda a salvar em disquete”, você precisa esquecê-lo. Ele está tão ultrapassado após as novas tecnologias agregadas aos computadores atuais, que se assemelha a um certificado de datilografia.

Renove suas opções e não deixe suas qualificações criarem teias de aranhas. Procure conhecer o que o mercado precisa e busque se especializar em prol disso, para poder concorrer em pé de igualdade pelas vagas da sua área.

Esqueça o desnecessário, aquilo que não acrescenta nada ao seu perfil profissional e busque por qualificações que, ao mesmo tempo, agreguem na sua vida enquanto ser humano. Estar apto para o mercado de trabalho será consequência se abrir a mente para inteirar-se do novo.
Respondendo a essas quatro perguntas você poderá ter mais certeza da relevância das informações que coloca em suas qualificações.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *